quarta-feira, 29 de junho de 2011

O emprego daqui

Pois é, não dava mais pra adiar, os boatos já estavam chegando aos ouvidos do chefe, então fui lá e falei:  "Vou pra Dublin, na Irlanda no dia 16/10, fico aqui até 30/09, se não fizer isso agora, não faço mais e sei que vou me arrepender"

Não fui tão sintética assim, mas isso foi o principal e o que precisava ser dito. Desde que eu entrei na empresa eu já sabia que a política deles não envolve fazer o famoso "acordo" com os funcionários e já imaginava que não seria demitida. Por isso, sempre fiz meus planos sem contar com dinheiro de FGTS ou Seguro Desemprego. 

Any way, a parte boa é ver meus colegas de trabalhos felizes por mim, e dizendo "vai mesmo", eu sei (ou imagino) que eles não querem me ver pelas costas e sim me ver conquistando "algo a mais". As meninas ( que são a maioria lá no banco) me dizem que vão torcer pra que eu fique de vez na Europa, de preferencia casada com um gringo, assim elas terão onde ir passar as férias. Amo essas caborginhas.

Elas me querem casada com um gringo :-)

A parte boa de ouvir meu chefe dizer que não poderia me demitir é ouvi-lo dizer que eu sou uma excelente funcionária e que ele não tem absolutamente nada a reclamar do meu trabalho.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Levantando Voo



Mais um passo rumo a Dublin. Logo no primeiro dia de Junho, fiz a compra da minha passagem.

Foi rápido fácil e indolor, e o melhor ficou num preço que eu esperava.

Tudo começa em pedir a carta de matrícula para a agência, que me enviou depois de uma certa insistência, mas antes de partir eu mesma pra fazer a compra, pedi um orçamento pra agência, o preço estava ótimo, bem mais baixo do que os das minhas pesquisas, quase fechei, mas a moça da agência tinha se esquecido de colocar o valor das taxas, o que fez o preço passar do meu objetivo de despesas com passagem. Então o jeito foi ir pro abraço e procurar a cia aérea eu mesma.

A cia eu já tinha escolhido há muito tempo, desde que comecei a ler comentários no grupo de discussões E-Dublin sobre esse assunto, me decidi pela KLM por conta dos inúmeros elogios. Foi muito fácil, por volta das 10:10, liguei no 0800 da empresa e disse que queria fazer uma reserva de passagem de estudante, o atendente perguntou se eu sabia quais os documentos necessário e se eu já os possuía, respondi que sim, ele perguntou origem e destino (São Paulo - Dublin), data pretendida, alguns dados pessoais (nome e sobrenome, data de nascimento) e deu prosseguimento a reserva, acontece que eu precisava enviar a carta da escola e a cópia do meu passaporte por e-mail, mas não estava num computador com e-mail no momento, então eu disse que em 1 hora enviaria os documentos, e ele me disse que me ligaria as 11:30 pra confirmar se estavam corretos e se a reserva tinha dado certo, passei meu dados do cartão de crédito e escolhi não parcelar, uma vez que decidi só comprar a passagem quando já tivesse dinheiro suficiente pra comprar a vista, só utilizei o cartão pra acumular pontos :)

Sai correndo no meu horário de almoço e fui a uma lan house enviar o e-mail, as 11:30 em ponto o Felipe, pessoa que havia me atendido me ligou, confirmando que meus documentos estavam ok, e que meu ticket eletrônico já estava no meu e-mail.

Foi ótimo ter comprado eu mesma, porque o atendimento foi super bacana, e o processo em si não tem absolutamente nada de complicado.

No fim do dia quando cheguei em casa, recebi uma grata surpresa, tenho mais 3 e-dublinenses companheiros de viagem, Vinícius, Marcelo e Diana. Levantamos voo dia 16/10 as 20:15, exceto Marcelo a Diana que iniciam a viagem algumas horas antes já quem vem direto de BH. 

Here we go!


Post no E-Dublin que fala sobre passagens aéreas e dá outras opções de Companhias

Só é possível comprar passagens de estudante via telefone.