sábado, 13 de agosto de 2011

Money, money, money

Como levar no mínimo €3.000,00 de uma forma segura?

A forma mais segura e prática nos dias de hoje é o Visa Travel Money, ou sua versão Mastercard o Travel Money Card.

Eu sempre pensei em fazer um VTM mas a Lastro, empresa onde já converti uma parte dos meus reais em euros só oferecia a versão Mastercard, e eu até gostei mais pois alguns VTM's vem sem chip ou com numeração reduzida, o meu cartão veio com chip e numeração como aquela que temos em um cartão de crédito normal.

O cartão, seja Visa ou Master, não vem com o nome do usuário, mas a empresa de cambio que lhe vender vai indicar um site onde será necessário fazer um "cadastro" então é possível verificar o saldo e inclusive imprimir um extrato pra apresentar na imigração caso seja solicitado.

A facilidade desses cartões é que eles são cartões de crédito pré pagos, ou seja, seu dinheiro já está ali, na cotação que estava no dia em que você comprou seu euros, não importa se ele valorizou ou desvalorizou. Você pode fazer compras em mercados, e o mais importante pode fazer saques em ATM's (caixas eletrônicos) respeitando o limite diário. O meu tem um limite de € 800,00 a cada 24h. Então se você precisa de "dinheiro vivo" basta procurar um ATM e sacar. Além disso se alguém for lhe mandar dinheiro enquanto estiver fora do país, é só mandar uma recarga no seu cartão.

Enfim, prático e seguro.

domingo, 7 de agosto de 2011

70

É isso, faltam 70 dias pra minha viagem e muitas coisas já estão resolvidas.

Passagem comprada: KLM
Acomodação: Viva House Dublin

Seguro: Governamental =(
Alguns Euros comprados.

Eu havia fechado junto à agência 1 semana de acomodação em casa de família, mas resolvi cancelar e fechar junto à Viva House Dublin duas semanas de acomodação. Quem agilizou a negociação com eles foi o Marcelo, que vai junto com a namorada, no mesmo voo que eu e também vai estudar na TEA, como ele estava fechando com eles, eu falou bem da acomodação, eu pedi pra ele agilizar pra mim também, e deu tudo certo, já paguei uma parte e o retante pagamos quando chegarmos lá. Fico duas semanas na casa na Josephine Avenue.

O seguro, é minha grande insegurança, eu queria mesmo fechar um seguro privado, mas eu preciso de uma certa quantia de euros, e meu celular está pifando, eu vou levá-lo, mas não sei de ele vai  durar muito tempo lá, ou seja eu preciso de uma grana, e como uso mega pouco o meu plano de saúde aqui no Brasil, eu fico na dúvida se fecho ou não um outro seguro. Eu tenho medo de que algo aconteça lá e eu precise gastar muito mais do que economizei, mas pode não acontecer nada. Enfim, eu ainda não defini isso. É provável que eu compre um seguro privado mesmo.

Trabalho até o final de Setembro, e até lá tenho 3 casamentos pra ir. Muitas emoções daqui pra frente. E a contagem diminui a cada dia.