segunda-feira, 3 de junho de 2013

Trabalhando em um Bed and Breakfast - Parte 2: Recepcionista

Em Fevereiro desse ano lá estava eu na minha rotina de housekeeper quando vi minha chefe fazendo sinal pro marido dela falar comigo. Na hora eu gelei, achei que tinha feito alguma cagada e qua já era "perdeu patricinha" como se eu fosse patricinha, enfim, o que ele queria era me pedir pra trabalhar mais horas, mas não como housekeeper e sim como "recepcionista".

Coloquei entre aspas por que é bem entre aspas  mesmo, eles tinham uma amiga espanhola que fazia isso pra eles, mas ela foi pra Espanha pra fazer uma cirurgia e talvez volte algora em Junho, eles não tinham certeza, e até agora não me disseram nada. 

Na época eu ainda estava na escola, e como estudava à tarde não tinha como ir lá por muitas horas, só conseguia ir mais horas às sextas e as vezes aos sábados.

Lá não tem uma recepção propriamente dita, com a mesinha e plaquinha como em hotéis/ hosteis e alguns B&B's por aí.

Desde o fim das minhas aulas eu tenho ido lá 4 ou 5 vezes por semana por basicamente 3 horas no período da tarde ou começo da noite. O objetivo é ter alguém lá pra esperar os hóspedes que chegam até as 8 da noite, os que chegam mais tarde geralmente fazem self-check-in. Então pra não ficar lá só assistindo tv e bebendo chá a minha chefe geralmente deixa os lençós do manhã pra passar, toalhas na secadora pra dobrar e eu também verifico a mesa de café-da-manhã pra ver se tem cereais, açúcar, chá suficientes. 

Quando eu comecei a ir ainda estávamos no inverno, então em 40 minutos eu fazia tudo e daí ficava só vendo TV, mas no mês de Maio cheguei a ficar 3 horas passando lençol e depois ainda verificar as outras coisas, isso parando pra atender os hóspedes que chegavam.

Coloquei um vídeo no YouTube mostrando como passo os lençóis aqui, mas não tem consigo compartilhar o maledeto, então clique e veja.

O que basicamente faço quando os hóspedes chegam é recebê-los bem, com sorriso, peço pra sentarem na sala de estar, vou verificar o quarto em que estão, daí mostro o cartão do B&B com o endereço e os números dos ônibus que eles tem que pegar pra voltar pra lá se decidirem ir pro centro. Também falo o valor do taxi, por que como o último ônibus é as 23:30 geralmente as pessoas querem voltar mais tarde.

Depois explico que são 3 casas interconectadas, o horário e valor do café-da-manhã (que não é incluso no valor pago quando fazem a reserva), daí levo as pessoas até o (s) quartos (nunca ajudo com as malas, instrução da minha chefe) explico que a chave abre a porta do quarto e a porta da frente da casa também. Digo "Enjoy your saty" and that's it.

Quando os hóspedes perguntam sobre pagamento do quarto eu primeiro dou a opção de pagarem de manhã pra um dos gerentes ou pra minha chefe, mas alguns fazem questão de pagar assim que chegam, então eu recebo, a maioria paga com cartão, então não tem segredo. Só marco no livro quem chegou e se alguém pagou. 

Geralmente se tem apenas uma pessoa pra chegar ou é a última pessoa que tinha  pra chegar e quando chega eu já terminei tudo o que eu tinha que fazer, eu ainda fico lá uns 15 minutos caso a pessoa tenha dúvidas ou queira dicas, daí eu vou embora. 

É algo bem tranquilo de fazer, que ajuda com o inglês. E eu ainda ganho pra isso ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário